sábado, 29 de março de 2008


O esquecimento não é mesmo o maior presente dos deuses? A liberdade conquistada não é o gostinho do que realmente é a vida? Esta só é conquistada com o desprendimento. Então, esqueça, esqueça-se de tudo. O ruim já não importa. Já fizemos nossa história, vamos pensar na próxima. Se proponha agora como causa interno de seus sentimentos íntimos. Desmanche seus pensamentos, deixe sua mente no branco, feche os olhos e esqueça.

sexta-feira, 28 de março de 2008

Não se pode obter paz evitando a vida.

segunda-feira, 24 de março de 2008

Limite esdrúxulo.

Irrelevável me desdobrar.
Nunca saberão quem sou,
se posso amanhã mudar.
Sou até agora o que sobrou.

De ontem, e anteontem...
E de amanhã, quem sabe
o que será?

O ruídos dos carros na esquina
A cegueira que tráz o clarão
A mente de uma grande menina
Que acabou de usar o não.

Me proponho agora ao limite.
Não terei medo do desconhecido.
Já me foi concebida a liberdade.
Vou atrás do que me foi excluído...

Me defino então,
sou o que me dá vontade.

quinta-feira, 20 de março de 2008

Romance

Calaram-se por um instante.
O silêncio se fez importante.
Os olhares foram certeiros
para os amantes trapeiros.

Vinganças sem mentiras.
Respostas sem palavras.
Desculpas sem culpas.

Sinceramente não foram.
Profundamente se amam.
Cegamente se perdoam.
Lentamente se definham.

quarta-feira, 19 de março de 2008

segunda-feira, 10 de março de 2008

Faça uma forcinha.

Quantas vezes podemos confiar em uma pessoa? Ao senso comum, uma vez só. Mas, na prática sempre é diferente. Quanto tempo devemos esperar o outro mudar? Aliás, diga-me: existe mudança nas pessoas? Por um tempo eu acreditei cegamente que sim. Que o objetivo da minha vida, da sua vida, da dele era a evolução. Era expandir sua própria mente. Fazer uma forcinha para ser melhor. O problema é que em alguns casos a mudança é impossível. O conteúdo próprio é inatingível. É como enganar a si próprio querer ser outra coisa. É enganar alem de si, os outros. E os outros não merecem a mentira sincera. Sincera porque ela vem da bondade mas esconde a realidade para não ir além do machucado. Percebi que infelizmente as pessoas não mudam. Mas não se engane. Os seres humanos melhoram sim. Pode levar um tempo, alguns tropeços, algumas perdas. O que falta na nossa sensibilidade para entender isso. É que para a mudança devemos nos esquecer da rotina. Ver a vida além dela. Perceber-se nela. Colocar-se como causa interna de seus sentimentos sem infringir na liberdade do outro. Lembrar-se todo dia do que realmente nos importa. Quando nos encontrarmos estaremos livre da culpa, da mente, da rotina e da mentira.

sábado, 8 de março de 2008

Nossa última música.

Eu tive medo por tanto tempo, quando o pesadelo realmente veio eu nada senti.
Me sinto vazia. Pois hoje não tenho mais medo, mais desejo, nem mais cor. Perdi minha alma. Meu corpo pede cama, mas eu queria balas. De festim não, essas me lembram festa. E pra mim, comemorar sem esperança não faz sentido, meu amor.

domingo, 2 de março de 2008

Ela é...

uma pisciniana autêntica, ela gosta de ler e contar histórias. Se apaixonou pelas crianças e assim se tornou o seu trabalho há mais de vinte anos. Nunca vi pessoa mais tranquila, na maioria das vezes isso até me irrita. Mas eu fico pensando se ela não fosse assim essa casa ia ser uma guerra. Eu lembro que quando eu e meu irmão tentava se matar no banco de trás no caminho da escola, ela simplesmente colocava uma coletânea da Rita Lee, e logo no "Lança menina, lança todo esse perfume..." nós parávamos na hora só pra poder cantar. Ela sempre me surpreende. Quando eu acho que não preciso de conselho, ela tem um que arruma a minha vida. Mesmo quando eu a decepcionei, ela sempre estava do meu lado. Até quando minhas idéias a asssustavam. (E olha, que foram muitas.) Às vezes, papai e eu tiramos sarro do que jeito que ela fala. Mas é porque é bonitinho, engraçadinho, inhho, inho. Ela parece minha melhor amiga, minha companheira de tevê. Incrível como ela entende todas as piadinhas. Nós brigamos bastante, mas sempre nos divertimos mais. O que eu quero dizer mesmo é que eu tenho sorte de ter ela em minha vida, muita sorte. Dá pra ver a pessoa boa que ela é só pelo seu sorriso, e acho que no mundo de hoje isso é difícil. De coração espero que você seja mais feliz do que você já é, mãe.